Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Túbulos Seminíferos
Túbulos Seminíferos

Túbulos contorcidos (no TESTÍCULO), onde os espermatozóides são produzidos (ESPERMATOGÊNESE) e por onde são conduzidos até a REDE DO TESTÍCULO. Estes túbulos (espermatogênicos) são compostos de células germinativas em desenvolvimento e das CÉLULAS DE SERTOLI (de sustentação).

Vasos Linfáticos
Vasos Linfáticos

Vasos tubulares envolvidos no transporte de LINFA e LINFÓCITOS.

Pupila
Pupila

Abertura na íris através da qual a luz passa.

Quiasma Óptico
Quiasma Óptico

Estrutura em formato de X formada pelo encontro de dois nervos ópticos. No quiasma óptico as fibras da parte medial de cada retina cruzam para projetarem para o outro lado do cérebro, enquanto que as fibras da parte lateral da retina continuam no mesmo lado. Como resultado temos que cada hemisfério cerebral recebe informações sobre o campo visual contralateral de ambos os olhos.

Termorreceptores
Termorreceptores

Receptores celulares que mediam a sensibilidade à temperatura. Em vertebrados, os termorreceptores estão em sua maioria localizados sob a pele. Em mamíferos, existem tipos distintos de termorreceptores para o frio e aquecimento e NOCICEPTORES que detectam frio e calor extremos capazes de causar dor.

Vias Auditivas
Vias Auditivas

Vias e conexões neurais no sistema nervoso central, começando com as células ciliadas do órgão de Corti, continuando ao longo do oitavo nervo e terminando no córtex auditivo. (Dicionário Médico Stedman 27a ed., 2003)

Nervos Periféricos
Nervos Periféricos

Nervos localizados fora do cérebro e medula espinhal, incluindo os nervos autônomos, cranianos e espinhais. Os nervos periféricos contêm células não neuronais, tecido conjuntivo e axônios. As camadas de tecido conjuntivo incluem, da periferia para o interior, epineuro, perineuro e endoneuro.

Nervo Óptico
Nervo Óptico

O II nervo craniano. O nervo óptico transporta informação visual da retina para o cérebro. Este nervo leva os axônios das células ganglionares da retina, que se reorganizam no quiasma óptico e continuam através dos tractos ópticos, até o cérebro. A maior projeção é para os núcleos geniculados laterais. Outros alvos importantes incluem os colículos superiores e núcleos supraquiasmáticos. Ainda que conhecido como o segundo nervo craniano, é considerado parte do sistema nervoso central.

Nervo Lingual
Nervo Lingual

Ramo sensitivo do NERVO MANDIBULAR, o qual é parte do nervo trigêmeo (V nervo craniano). O nervo lingual transporta fibras aferentes gerais provenientes do 2/3 anteriores da língua, do assoalho da boca e da gengiva da mandíbula.

Nervo Laríngeo Recorrente
Nervo Laríngeo Recorrente

Ramos do nervo vago (X par craniano). Os nervos laríngeos recorrentes se originam mais caudalmente que os nervos laríngeos superiores e seguem diferentes vias nos lados direito e esquerdo. Transportam fibras eferentes para todos os músculos da laringe, exceto o cricotireoídeo e transportam fibras autônomas e sensitivas para as regiões laríngea, faríngea, traqueal e cardíaca.

Nervos Laríngeos
Nervos Laríngeos

Ramos do NERVO VAGO. Os nervos laríngeos superiores originam-se próximo ao gânglio nodoso e são separados em ramos externos que suprem as fibras motoras que se direcionam para os músculos cricotireoídeos, e ramos internos que transportam as fibras sensitivas. O nervo laríngeo recidivante se origina mais caudalmente e transporta fibras eferentes para todos os músculos da laringe exceto o cricotireoídeo. Os nervos laríngeos e seus vários ramos também transportam fibras autônomas e sensitivas para as regiões da laringe, faringe, traquéia e cardíaca.

Trapezoide
Trapezoide

Osso do carpo, localizado entre o TRAPÉZIO e o CAPITATO.

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2019 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Favoritos
Anotações
Anotações
Minhas edições
Minhas edições
Sugestões
Enviar