Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Glândulas Suprarrenais
Glândulas Suprarrenais

Par de glândulas localizadas no pólo cranial de cada um dos RINS. Cada glândula adrenal é composta por dois tecidos endócrinos distintos (de origem embrionária diferente); o CÓRTEX ADRENAL produz ESTERÓIDES e a MEDULA ADRENAL produz NEUROTRANSMISSORES.

Medula Suprarrenal
Medula Suprarrenal

Parte mais interna da glândula supra-renal. Derivada do ECTODERMA, a medula da adrenal é composta principalmente por CÉLULAS CROMAFINS, que produzem e armazenam vários neurotransmissores, principalmente adrenalina (EPINEFRINA) e NOREPINEFRINA. A atividade da medula adrenal é regulada pelo SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO.

Mecanorreceptores
Mecanorreceptores

Células especializadas na transdução dos estímulos mecânicos e funcionam como um relé destas informações centralmente direcionadas no sistema nervoso. Os mecanorreceptores incluem as CÉLULAS PILOSAS, que mediam a audição e equilíbrio, e os vários receptores somatosensitivos, que freqüentemente apresentam estruturas acessórias não neurais. DF Mecanotransdução Celular; Propriocepção;

Mediastino
Mediastino

Polegar
Polegar

Rede do Testículo
Rede do Testículo

Rede de canais formados no final dos TÚBULOS SEMINÍFEROS retos (no mediastino do testículo). Os canais desta rede fazem a drenagem para os pequenos ductos eferentes que passam à cabeça do EPIDÍDIMO.

Artérias da Tíbia
Artérias da Tíbia

Artérias anterior e posterior originadas pela bifurcação da artéria poplítea. A artéria tibial anterior inicia-se na borda inferior do músculo poplíteo e corre ao longo da tíbia na parte distal da perna até a superfície anterior da articulação do tornozelo. Seus ramos distribuem-se pela perna, tornozelo e pé. A artéria tibial posterior começa na borda inferior do músculo poplíteo, localiza-se atrás da tíbia na parte inferior da sua extensão, situando-se entre o maléolo medial e o processo medial da tuberosidade calcânea. Suas ramificações estão distribuídas pela perna e pé.

Lisossomos
Lisossomos

Uma classe de partículas citoplasmáticas morfologicamente heterogêneas, encontradas em tecidos animais e vegetais, caracterizadas por seu conteúdo de enzimas hidrolíticas e à sua estrutura, ligada à latência destas enzimas. As funções intracelulares dos lisossomos depende de seu potencial lítico. A única unidade de membrana do lisossomo atua como uma barreira entre as enzimas encerradas no lisossomo e o substrato externo. A atividade das enzimas contidas no lisossomos é limitada ou nula, a não ser que a vesícula na qual estas enzimas encontram-se seja rompida. Supõem-se que tal ruptura esteja sob controle metabólico (hormonal).

Piloro
Piloro

Região do ESTÔMAGO (na junção com o DUODENO) caracterizada pelo espessamento das camadas musculares circulares do esfíncter pilórico, que controla a abertura e fechamento do lúmen. Esvaziamento Gástrico;

Humor Aquoso
Humor Aquoso

Fluido aquoso e claro que preenche as câmaras anterior e posterior do olho. Apresenta um índice de refração menor que o cristalino, o qual está envolvido pelo humor aquoso, e está relacionado com o metabolismo da córnea e do cristalino.

Dentes Natais
Dentes Natais

Dentes pré-decíduos presentes ao nascimento. Estes dentes podem estar bem formados ou podem representar estruturas epiteliais cornificadas sem raízes. São encontradas nas gengivas sobre a crista do cume e nascem de botões acessórios da lâmina dentária à frente dos botões decíduos ou dos botões da lâmina dentária acessória.

Cauda Equina
Cauda Equina

Parte inferior da MEDULA ESPINHAL formada pelas raízes nervosas lombares, sacrais e coccígeas.

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2018 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Anotações
Minhas edições
Sugestões
Enviar